Home / CFTV / Dicas Como Instalar Alarme Residencial

Dicas Como Instalar Alarme Residencial

Segurança sempre foi um assunto muito comentado e preocupante principalmente em lugares com alto índice de violência, por isso estamos sempre questionando sobre qualidade e eficiência de sistemas de CFTV e buscando sempre a superação entre marcas e modelos.

A alta procura por sistemas residenciais levaram os fabricantes a perceber nesse, um mercado promissor e merecedor de investimentos, e por isso, podemos ver hoje no mercado produtos de qualidade e com funções cada vez mais sofisticadas.

Não pensemos que essa necessidade atinge somente a residência de alto padrão, hoje já é muito comum vermos sistemas avançados em residências mais simples.



A demanda de investimentos em proteção residencial está crescendo e os fabricantes assim como os profissionais da área precisam se especializar para atender esse mercado.

Agora, analisando um cenário básico, um ladrão escolhe com cautela a residência antes de realizar o roubo, nesta escolha o critério mais importante que ele utiliza é o grau de dificuldade.

Quanto mais sistemas de segurança uma casa possuir, menor é a chance de ser roubada. Desta forma, a presença do alarme residencial, informada por meio de placas de informação, possui papel importante na prevenção do roubo.

Outra importância do alarme residencial trata-se da sua atuação passiva. Diferente de cercas elétricas ou concertinas ele evita o sinistro sem a ocorrência de danos físicos ao infrator.

Além disso, possui a capacidade de atuação conjunta: os vizinhos podem se organizar de modo que caso ocorra disparo de algum alarme todos os demais podem realizar manobras para acionar a polícia.

Dicas Como Instalar Alarme Residencial

Qualquer alarme básico possui os seguintes equipamentos:

  1. Sensores que acionam quando percebem a presença do intruso dentro da residência;
  2. Central de alarme;
  3. Bateria para que o alarme funcione mesmo na ausência de energia elétrica;
  4. Sirenes;
  5. Controle remoto para ligar e desligar o mesmo.

A instalação é simples, mas requer alguns cuidados. Detalhes específicos o instalador encontra no manual do produto.

  1. Discadora telefônica.
  • A central de alarme deve ficar alojada dentro da construção, protegida de sol e chuva, uma tomada de energia elétrica deve alimentar um no-break a saída do no-break deverá alimentar a central de alarme;
  • A bateria fica alojada dentro da central, ela precisa ser devidamente conectada, o manual do produto informa como isto é feito. Obs. É importante ficar atento após instalação quanto a data de validade da bateria;
  • Os sensores de perímetro são instalados em cima de muros, eles devem estar corretamente dispostos de forma a fechar o perímetro de proteção evitando brechas que podem ser aproveitadas pelo criminoso, além disso, galhos de árvore que possam invadir o perímetro devem ser cortados evitando acionamento indevido;
  • Os sensores de movimento devem ficar em locais estratégicos evitando seu direcionamento a locais como ruas e avenidas;
  • As sirenes devem ficar em locais protegidos de vandalismo, mas visíveis para coibir a ação de invadir.

Depois de fixados os sensores de perímetro, instalados os sensores de movimento e as sirenes, seus cabos são levados até a central.

A saída de energia elétrica do no-break deve ser a última a ser conectada, terminada a instalação, o técnico executa os testes nos sensores de perímetro e nos sensores de movimento.

Em todos os locais de testes a sirene deve disparar…Caso exista cerca elétrica no imóvel, ela pode ser integrada ao alarme fazendo com que haja o acionamento deste quando o infrator encostar à cerca elétrica.

As centrais de Alarme mais modernas possuem integrações com outros sistemas tais como circuito fechado de TV “CFTV” e como citado anteriormente com cerca elétrica, e ainda tem os recursos de comunicação, GPRS envio de SMS ou e-mail.

No votes yet.
Please wait...

Um comentário

Deixar uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*